Câncer de Pênis

Home | Sem categoria | Câncer de Pênis

O Câncer de Pênis apresenta tumor raro e possui maior incidência em homens a partir dos 50 anos, embora possa atingir também os mais jovens.

A doença está associada à má higiene íntima e a homens que não se submeteram à circuncisão, a remoção do prepúcio, pele que reveste a glande (cabeça do pênis).

Um dos fatores de predisposição ao câncer peniano é o estreitamento do prepúcio, que impede a exposição da glande.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) constatou um crescente corpo de evidências que associam o Papilomavírus Humano (HPV) e o câncer de pênis. Ministério da Saúde disponibilizou a vacina contra o HPV, que já faz parte do calendário nacional em todo o País para meninas de 11 a 13 anos.

O uso simples de água e sabão pode evitar diversas doenças, entre elas o câncer de pênis.

No Brasil, o câncer de pênis representa 2% de todos os tipos de tumores que atingem o homem, sendo mais frequente nas regiões Norte e Nordeste. Além da higiene diária, é imprescindível o uso de preservativo durante as relações sexuais.

Outro fator de prevenção é a cirurgia de fimose feita ainda na infância. O procedimento retira a pele do prepúcio, quando é estreita ou pouco elástica e dificulta a limpeza adequada da cabeça do pênis.

Os sinais e sintomas que podem indicar câncer de pênis também podem ser causados por outras condições clínicas, no entanto ao apresentar qualquer um destes sintomas é fundamental que o homem consulte um médico imediatamente.

O médico urologista fará o diagnóstico e caso seja necessário dará início ao tratamento.

 

Sintomas

  • Alterações na pele (na glande do pênis, no prepúcio, ou no corpo do pênis, mudança de cor, nódulos, feridas, edemas e/ou secreções);
  • Inchaço;
  • Nódulos na região da virilha.

 

Importante:

É importante procurar por atendimento médico mesmo que não sinta dor. As chances de cura aumentam quando o diagnóstico e o tratamento são realizados no início.

De acordo com informações do Inca, Instituto Nacional do Câncer, a manifestação clínica mais comum do câncer de pênis é uma ferida ou úlcera persistente, ou também uma tumoração localizada na glande, prepúcio ou corpo do pênis.

A presença de um desses sinais, associados a uma secreção branca (esmegma), pode ser uma indicação de câncer no pênis. Nestes casos, é necessário buscar ajuda médica. Além da tumoração no pênis, a presença de gânglios inguinais (ínguas na virilha), pode ser sinal de progressão da doença (metástase).

Quando detectado inicialmente, o câncer de pênis possui tratamento e tem maiores chances de ser curado.

 

Sigam Dr. Gustavo Cruz também no Instagram @dr.gustavocruz - Fontes de informações: Associação Europeia de Urologia, Sociedade Brasileira de Urologia e literatura médica. Jornalista responsável: Daniela Pereira – Mtb/PR 8120 - Direitos reservados.

WhatsApp chat